Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted by on ago 9, 2019 in Sexta de ideias | 0 comments

Sobre Travessuras e Travessias

Sobre Travessuras e Travessias

Leio com entusiasmo sobre a chegada da Livraria de Travessa a SP, em sua 1ª loja de rua.

Muitos motivos para celebrar:

  • Mais uma livraria chegando…
  • Mais uma loja de rua chegando…
  • Um novo formato de Varejo chegando…

Em tempos digitais, onde podemos alcançar qualquer coisa, mediante dois ou três “clicks”, ver uma marca de sucesso, focada em Cultura e fora dos Shoppings é ousado e provocativo.

Creio que boa parte do sucesso da “Travessa” esteja no seu formato de loja com menos metros quadrados e mais atendimento.

Há lojas no Rio de Janeiro em que o clima é tão intimista que nos vemos degustando um livro entre um café e uma prosa com quem nem conhecemos.

Podemos aprender muito com este “case” aos nossos projetos de Geração de Leads. Menos travessuras. Mais travessias.

  • Foco no conhecimento.

Conhecer as demandas do público alvo é fundamental, antes de abordá-lo.

Saber suas necessidades e segmenta-las em prioridades.

Por que alguém compra a sua marca?

  • Sair às ruas.

A resposta à questão acima está nas ruas, ou seja, junto aos consumidores que posicionam as marcas em diversas categorias.

Quando você entra na Livraria de Travessa, sabe que vai encontrar menos títulos e mais atendimento, gente capaz de te explicar por que aquele livro está ali.

Faça o mesmo com sua marca. Explique ao “prospect”, por que você está ali…

  • Menos amplitude, mais segmentação.

O modelo “megastore” em livrarias parece estar em declínio.

Embora a quantidade de livros seja algo atraente numa loja, sabe-se que o leitor é segmentado.

Por isso, o Varejo vem resgatando o formato de especialidade, reduzindo custos, ganhando relevância e conquistando fidelização.

A geração de “leads” deve seguir este caminho.

Escolha um público e fale de maneira dirigida com ele.

Faça como a Travessa. Saia da avenida principal.

Vire à esquerda, observe à direita e perceba que as laterais são menos movimentadas, menos exploradas e, por isso, mais ricas em oportunidades.

Diretor de atendimento e planejamento da Fine Marketing, especialista em comunicação dirigida e varejo. Atua também como consultor em treinamento de equipes comerciais.

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This